15 de abril – Dia Mundial da Conservação do Solo

by Adriano Freires de Souza

De acordo com a ONU, o mundo vive a chamada Década Internacional do Solo (2015 – 2024) e muitos países, como o Brasil, têm feito a lição de casa da conservação bem a contento, apesar de vozes em contrário. Em 2018, durante o seminário “Conservação de solo: Sustentabilidade na produção de alimentos e na segurança hídrica”, realizado em Brasília (DF) em comemoração ao dia 15 de abril, o então representante no Brasil da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) já havia elogiado o país por suas boas práticas de conservação de solos, como, por exemplo, a integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF) – uma estratégia de produção agropecuária que reúne diferentes culturas para aumentar a produtividade do agronegócio de maneira sustentável.

Na ocasião, o representante da FAO disse que iniciativas com a ILPF são bem-vindas, uma vez que cerca de 33% dos solos no mundo estão degradados, sendo que 18 países latino-americanos têm mais de 20% de seu território degradado. “A conservação dos solos é um tema muito importante para a FAO”, declarou seu representante no Brasil. De lá para cá, a ONU tem intensificado suas campanhas no setor, sempre apresentando o fato de que 95% dos alimentos vêm da terra e, por isso, é tão importante a conservação dos solos para a sobrevivência da humanidade. Segundo a ONU, o mundo precisará aumentar em 60% a produção de alimentos de qualidade, para suprir, em 2050, as demandas de uma população 29% maior que a atual.

Todo profissional das Engenharias, da Agronomia e das Geociências vinculado ao Sistema Confea/Crea conhece essas informações e percebe que sua atuação na conservação do solo reflete diretamente em benefício da vida no planeta. Dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) definidos pela ONU como meta a ser alcançada em 2030, pelo menos oito deles estão intimamente ligados a ações que começam com a conservação do solo: Erradicação da Pobreza, Fome Zero e Agricultura Sustentável, Saúde e Bem Estar, Educação de Qualidade, Água Potável e Saneamento, Trabalho Decente e Crescimento Econômico, Consumo e Produção Responsáveis, e Vida na Água. Por este motivo, o Crea-SP se orgulha de todos os profissionais que lutam por essa causa, na certeza de que não esmorecerão na conquista de seus ideais.

Parabéns, profissionais pelo Dia Mundial da Conservação do Solo!

Posts relacionados

Deixe um comentário